Uma rotina mais saudável te leva a ler cada vez mais os rótulos dos produtos expostos nas prateleiras dos supermercados. O Marcos é fissurado em pão e ingere altas doses destes carboidrato diariamente. Um pão aparentemente simples contém tantos componentes XYZ, I, II, III que as vezes nem sequer sabemos o que são. Para nós isto começou a parecer errado. Além disso sou intolerante ao glúten, uma proteína do trigo. Os pães desta categoria, apesar de conter produtos aparentemente mais reconhecíveis e naturais, não apetecem tanto o paladar. Para solucionar este impasse, o Marcos decidiu aprender a arte de fazer pães caseiros, com e sem glúten.

A pedidos de muitos, decidimos compartilhar aqui no blog as novas receitas, experiências, descobertas e delícias, que permitem termos uma alimentação mais saudável, e vocês a ter um acesso mais fácil ao nosso dia a dia na cozinha. Vamos começar com um pão, que saiu do forno neste último sábado e foi originalmente inspirado no pão de batata doce da The Veggie Voice.

Pão de Abóbora com Alecrim

  • 10 colheres de sopa de abóbora cozida e amassada

  • 10 colheres de sopa de polvilho doce

  • 5 colheres de sopa de polvilho azedo

  • 2 colheres de chá de sal

  • 2 colheres de chá de azeite de oliva extra virgem
    ( ou 1 colher de óleo de coco e 1 colher de azeite)

  • 1 punhado de alecrim ( a gosto)
    água

Vá adicionando os ingredientes com as colheres em uma vasilha e em seguida misture tudo com as mãos. Vá então adicionando água (em torno de ½ xícara de água, ou até que fique com a consistência de massinha de modelar). Pré-aqueça o forno por aproximadamente 10 minutos, a 200º graus. Faça bolinhas e coloque sobre uma assadeira untada com manteiga e farinha de fubá (ou tapioca). As vezes passamos as bolinhas na tapioca para que forme uma casquinha crocante. Leve ao forno a 180º graus, por aproximadamente 30 a 40 minutos (ou até dourar). Nos últimos dez minutos é possível aumentar um pouco a temperatura do forno para que forme uma casquinha. Esta receita rende em torno de 20 a 30 pãezinhos (depende do tamanho das bolinhas).

O ideal é consumir este pãozinho fresco, mas recomendamos armazená-lo na geladeira, e nos dias seguintes cortar ao meio e esquentar em uma torradeira, forninho ou frigideira.

Esperamos que gostem!